terça-feira, 14 de agosto de 2012

LIBERDADE DE POSTAR..TODAS AS CORRENTES E VER..LER, REFLETIR....SOBRE O MELHOR DISSO.!!!


COSMOCRACIA
JOÃO AMÓS COMÉNIO (1592-1670),  O ARQUITECTO DA COSMOCRACIA
DESENHO DE MIGUEL ÂNGELO DE CARVALHO, 1992.

Não se pode melhorar a Humanidade,
se não se elevar o seu nível de amor.
Max Heindel

Aumenta a consciência que os regimes democráticos tal como foram concebidos nos séculos passados e especialmente no século XX já não dão resposta aos problemas que afectam a Humanidade.
Também não será com regimes ditatoriais ou outros mais ou menos semelhantes que vamos ter as soluções apropriadas para a actualidade.
Alguns dos políticos de diversos países, por sinal até alguns jovens deputados reconhecem que os actuais sistemas democráticos têm de evoluir de forma a permitirem uma maior participação dos cidadãos e que, face aos problemas globais desde terrorismo, droga, insegurança, e tantos outros problemas desde raptos de crianças até à pedofilia, comércio de órgãos, questões socioeconómicas, é cada vez mais necessário a criação de Organismos Supranacionais com poderes e meios para a devida solução destes flagelos.
Não podemos esperar por soluções milagrosas, nem que de um momento para o outro consigamos resolvê-las, tudo tem o seu tempo, só que urge tomar deliberações para se obterem soluções apropriadas que já não podem ser as do século passado.
Tudo está evoluindo muito rapidamente; ou temos capacidade de antevisão para uma eficaz defesa e uma programação adequada ou estaremos quase sempre a ficar ultrapassados. Nestes casos, em vez de termos um fato completo teremos remendos e às vezes remendos cozidos com linha podre…
Todos os seres humanos têm a sua responsabilidade pelo estado de coisas em que vivemos; mas as pessoas que estão nos poderes efémeros, sejam eles quais forem, têm-na muito maior; mormente os dos países mais ricos e ditos mais poderosos, o G 7 ou G 8, e assim por diante.
Quanto ao que vamos apresentar nesta pétala pois são ideias por agora utópicas, para os séculos vindouros, mais precisamente para a Idade de Capricórnio.
Mas para quê, se pode até não existir a Terra nesse tempo?

A resposta é não e não.
A Humanidade vai vencer estes obstáculos; e venceria muito melhor se fosse reduzida a especulação, especialmente nos mercados financeiros onde jamais devia ser permitido a entrada de bens alimentares como os cereais.
Há conhecimentos e capacidades para haver uma sociedade muito mais justa e saudável, bastaria que o altruísmo substituísse o egoísmo e o individualismo que campeam.
Voltemos à Cosmocracia.
Como a palavra indica será um governo em sintonia com as Leis Cósmicas ou da Natureza ou Divinas consoante for a mente de cada qual.
Na prática é seguir a grande Lei do Amor e tudo estaria resolvido.
Muito simples mas amar com profundidade e elevação exige muito saber experimentado em muitas vidas, múltiplas qualidades que não se obtêm de um momento para o outro.
Afinal, a Terra pertence a quem? Os bens como minerais, ou as fontes energéticas são propriedade de quem? Do senhor fulano tal; dos senhores do petróleo, dos senhores do capital, dos senhores dos poderes efémeros, ou pertencem a todos, à Humanidade, como dádivas de Deus a Quem cada qual tem que prestar contas de como usou os seus bens e os seus poderes?
Meus amigos, a verdade é que pertence a toda a Humanidade, logo devia haver um Governo Mundial eleito democraticamente para gerir com justiça e amor, com sabedoria e humildade as diversas áreas da vida humana.
Cada qual terá de participar nessa dinâmica com os seus talentos para que as estruturas mundiais possam cumprir cabalmente as suas funções.
Estamos falando da futura vivência cosmocrata.
Mas para chegar a esse estado que fazer dos diversos países, dos seus símbolos, das suas culturas, dos seus poderes desde o legislativo, ao executivo, judicial, etc?
Na pétala sobre a Idade do Aquário já focamos algumas das profundas alterações que se irão realizar após o século XXVII e durante um período superior a dois mil anos.
Após essa Idade vamos entrar na 6ª Época, a Nova Galileia.
Meditemos sobre essa Idade, nas suas alterações e como a Humanidade poderá vir a viver.
Sonhar é fácil?
Sim, mas não é o sonho que comanda a vida?
Sonhemos, ou antes coloquemos a nossa capacidade de criar em acção.
Já Coménio, pioneiro da Cosmocracia, conhecido como o Mentor das Nações, que viveu entre 1592 e 1670, apontou várias estruturas que, em nosso ver, serão para essa época…
Se forem antes concretizadas, melhor ainda.
Na sua obra O Despertar Universal lembrou-nos que: Se somos todos cidadãos deste planeta o que nos impede, então, de um dia vivermos numa sociedade devidamente ordenada e verdadeiramente unida pelas mesmas Leis, Ciências e Religiões?
No campo da comunicação sugeriu a necessidade da criação de um idioma supranacional, fácil, que pudesse ser aprendido por todos, contribuindo, assim, para uma comunicação mais rápida, mais eficiente, entre todos os povos, como um melhor intercâmbio cultural entre todas as nações, levando a uma confraternização universal.
Por outro lado, Coménio aconselhou a que cada vez mais se cultivasse a aprendizagem de diversos idiomas; nada de supremacias de uns para com outros.
Sobre o idioma supranacional também outro rosacruz, Leibniz, quando o estava arquitectando, acabou por colocar uma rosa no centro da cruz!!!
O que este nosso amigo nos estará comunicando?
Em nosso ver que a rosa, símbolo do Amor, da Luz e da Vida, no centro da cruz, transmite que a melhor forma de comunicar por um idioma universal será pela libertação da cruz…
Estamos confiantes que nessa Época muitos seres humanos terão atingido um estado evolutivo que lhes permitirá falar todos os idiomas numa ligação superior com Javé, tal como sucedeu com os apóstolos, como com Christian Rosenkreuz.
Tudo isso ajudará a vencer os racismos, os nacionalismos doentios.
Atenção que ainda estamos longe desse estado.
As nações têm de saber perder um pouco da sua soberania, em algumas áreas e esses poderes serem transferidos para Organismos
Supranacionais, numa ONU muito diferente, como na área cultural numa UNESCO tal como idealizou Coménio.
Voltando à Cosmocracia.
Consciente que tudo tem o seu tempo e que Roma e Pavia não se fizeram num só dia, vamos dar mais uma vez um salto até essa 6ª Época.
No campo religioso profundas alterações estão já sendo dadas, só não vê quem não deseje ver; estas cada vez mais serão aceleradas e nada nem ninguém tem poder para alterar o plano cósmico.
Já na Idade do Aquário o Cristianismo Esotérico será o motor unificador; em plena Idade de Capricórnio viveremos sob uma única Religião, sob a égide de Cristo que é o único Salvador, como o Único que tem poderes para fazer a união entre os mundos inferiores e os seres que nele evoluem e os superiores, até ao Mundo de Deus, ao Macrocosmo.
Portanto, vamos ter na realidade um Igreja Mundial com uma religião científica, em que o Amor Puro será a mola real.
Também as Leis serão cada vez mais reduzidas, como simplificadas, até que um Dia a Humanidade não necessite de leis feitas por nós, apenas nos bastará a Lei do Amor que tudo resolverá com justiça perfeita e em plena harmonia. Esse Amor procura o bem-estar de todos e como tal tudo será bem equacionado.
Entretanto, e antes de vivermos esse estado de coisas, haverá a criação de um Parlamento Mundial eleito por todos os cidadãos do mundo, porque cada qual estará num estado já desenvolvido para poder participar em soluções universais.
Esse Parlamento Mundial e de acordo com Coménio mudará de Sede de 10 em 10 anos, ou antes de Continente, pois haverá uma Sede em cada um.
Além desse órgão, haverá o Governo Mundial que Bertrand Russel apontou como a última oportunidade do ser humano; não será a última, mas apenas um passo na nossa evolução rumo à Unidade da Vida, como um deus criador.
Para a Justiça teremos o Tribunal Internacional da Paz, que com as Leis Universais, muito simples e perfeitas, solucionarão os eventuais problemas que nessa fase teremos ainda de saber ultrapassar.
No campo da educação, vamos ter a cosmocrata, isto é, aquela que ajudará cada um a libertar as suas potencialidades internas, numa dinâmica de trabalho de grupo em que os docentes e os discentes todos aprendem a criar algo de novo e útil para todos; em respeito integral das Leis da Natureza.
Este sistema estará interligado com todas as áreas da vida numa dinâmica permanente, em todas as fases de cada qual desde a gravidez até ao nascimento para o santo etéreo monte.
Por outro lado, isso já na Idade do Aquário iremos ter a Ciência da Morte em que haverá além de total respeito pela vida, uma ajuda muito sábia e amorosa quando alguém passe por uma fase algo terminal.
Aliás este sistema já devia estar a ser implementado por toda a parte, não permitindo extracção de órgãos, com a criação de câmaras frigoríficas para colocar os restos mortais durante 3 dias ao fim dos quais seriam cremados.
Estamos numa fase em que ainda temos de passar de novo pelo nascimento, morrendo para os mundos superiores e pela morte subindo de novo para eles, pelo que em todos os domínios urge saber ajudar de modo a que esses momentos sejam libertadores e não sofredores.
Feliz o Dia em que tenhamos chegado ao nível de Jesus-Cristo ou de Christian Rosenkreuz em que não precisamos de passar pelo ciclo do renascimento.
Então, viveremos nessa verdadeira Nova Galileia.
Para lá caminhamos.
Quanto mais soubermos cumprir as Leis Divinas melhor será para cada qual e para o todo, humanidade.
É que, quando algum de nós está mal, nenhum de nós poderá estar bem.
Viva a Cosmocracia.
Até lá vivam os valores universais, basta de retóricas, as pessoas exigem exemplos e cumprimento das promessas.
Mas cada qual tem o dever de trabalhar mais e melhor para bem de todos e para Glória de Deus.
Não para nós, isso é egoísmo.
Era esse o lema do rosacruz J.S. Bach, esse grande compositor que escrevia em cada partitura:

PARA BEM DA HUMANIDADE E PARA GLÓRIA DE DEUS.

"E DEUS CRIOU O UNIVERSO" ou será errado pensar "O UNIVERSO SE CRIOU,E É DEUS"

Num livro publicado em 1845, Eliphas Levi, escreveu o seguinte:
"O advento da fé cega findou, pois alcançamos a época da fé inteligente e da submissão razoável, o tempo em que não nos limitaremos a crer em Deus mas em que o veremos em suas obras, que são as formas externas do seu ser
"Pois bem, eis o grande problema de nossa época:
"Desenhar, completar e fechar o círculo dos conhecimentos humanos; em seguida, por meio da convergência dos raios, descobrir um centro, que é Deus.
"Descobrir uma escala de proporção entre os efeitos, as vontades e as causas para a partir daqui ascender à causa e à verdade primeira.
"Constituir a ciência das analogias entre as idéias e a sua fonte primeira.
"Fazer com que qualquer verdade religiosa seja tão exata e tão claramente demonstrada quanto a solução de um problema de geometria"

Se assim pensarmos, e vivermos em harmonia com o cosmos ,seguindo as leis universais, respeitando a natureza, estaremos elegendo  DEUS  como nosso governante e portanto estaremos instituindo a "COSMOCRACIA".

 Sob a égide da cosmocracia todas as religiões são aceitas, inclusive e necessariamente a MAGIA DIVINA.

                 "CREDE E COMPREENDEREIS" -  são palavras ditas pelo redentor do mundo

                 "ESTUDAI E CHEGAREIS A CRER" - são palavras dos apóstolos do magismo

Se tais princípios tocaram seu ser, e desejas aprofundar-se nos conhecimentos, fundamenta nesta filosofia, COSMO-BIO -LÓGICA ....através dela você acessara os arquivos cósmicos , facilitando  sua compreensão.   




sexta-feira, 10 de agosto de 2012



O que é um '''Despertar Quântico'''?

A nossa  visão é  DESPERTAR QUÂNTICO,  Mas por que? O que isso tem a ver com a Mecânica QuânticA?

Esse é um “Termo da Moda”, mas que serve muito bem para exemplificar o que acontece com uma pessoa que se submete a revelação. De fato é verificado um “Despertar Quântico” na pessoa... literalmente!

Mas em primeiro lugar vamos esclarecer isso. O que é afinal um DESPERTAR Quântico?


“O chamado DESPERTAR Quântico, acontece quando se excita o átomo, ou seja, dá-se energia a ele. Os movimentos dos elétrons se aceleram, ganhando energia, e distanciando-se dos núcleos. Este afastamento dos núcleos acontecem aos saltos, saltando do nível 1 para 2 no primeiro salto, de 2 para 4 no segundo salto etc...”

Vamos aprofundar o caso:

As pessoas que “cunharam” esse termo foi primeiramente o físico Alemão Max Planck (quântico de “quantas”, isto é Quantidade) e depois o Físico Dinamarquês Niels Bohr,(complementou com o principio do “DESPERTAR”) foi ele (Bohr) que resolveu um grande Mistério da Física, sobre o entendimento de como funciona o Átomo.

Niels Bohr com seu colega de trabalho Albert Einstein:

Max Planck o “Pai” da Teoria Quântica:

Vejamos:

“...Quando regressou à Dinamarca em 1913, Bohr procurou estender ao modelo atômico proposto por Rutherford os conceitos quânticos de Planck. Bohr acreditava que, utilizando a teoria quântica de Planck, seria possível criar um novo modelo atômico, capaz de explicar a forma como os elétrons absorvem e emitem energia radiante. Esses fenômenos eram particularmente visíveis na análise dos espectros luminosos produzidos pelos diferentes elementos. Ao contrário do produzido pela luz solar, esses espectros apresentam linhas de luz com localizações específicas, separadas por áreas escuras. Nenhuma teoria conseguira até então explicar a causa dessa distribuição.


Em 1913, Bohr, estudando o átomo de hidrogênio, conseguiu formular um novo modelo atômico. Bohr concluiu que o elétron do átomo não emitia radiações enquanto permanecesse na mesma órbita, emitindo-as apenas quando se desloca de um nível de maior energia (órbita mais distante do núcleo, onde a sua - do elétron - energia cinética tende a diminuir enquanto que sua energia potencial tende a aumentar; mas, sua energia total aumenta) para outro de menor energia (órbita menos distante, onde sua energia cinemática tende a aumentar e sua energia potencial tende a diminuir; mas, sua energia total diminui).

A teoria Quântica permitiu-lhe formular essa concepção de modo mais preciso: as órbitas não se localizariam a quaisquer distâncias do núcleo, pelo contrário, apenas algumas órbitas seriam possíveis, cada uma delas correspondendo a um nível bem definido de energia do elétron. A transição de uma órbita para a outra seria feita por saltos pois, ao absorver energia, o elétron saltaria para uma órbita mais externa(conceito quantum) e, ao emiti-la, passaria para outra mais interna (conceito fóton).

Cada uma dessas emissões aparece no espectro como uma linha luminosa bem localizada...”

Max Planck quando Jovem


Então ai está! Esse termo foi adotado para representar isso!
Isto o que?

“A mudança de vibração de um estado a outro de uma vez só, sem um gradual aumento ou diminuimento dessa vibração que possa ser medido”

É o mesmo que eu me deslocar de um andar a outro de um prédio, só que sem usar de escadas ou elevador, seria mais um teletransporte!

Entendido então? É por isso que  chama-se o “DESPERTAR Quântico”, pois é o 'CLIC' de uma situação de duvidas e dificuldades, para outra de esclarecimentos e facilidades.


O termo também foi adotado para associar o nosso trabalho a tudo que há de mais novo e moderno que tem sido descoberto na Ciência de Vanguarda, esse “clima místico” que envolve a Física Teórica e a Mecânica Quântica é por que essas ciências estão chegando perto de confirmar o que os ocultistas já sabem desde os tempos imemoriais.

Essas disciplinas finalmente estão chegando onde os míticos “Magos(as)”, “Bruxos(as)” e paranormais num geral, sempre falavam que existia, mas que era desconhecido das pessoas comuns por causa da falta das capacidades superiores e também de equipamentos...

ASSIM SENDO...ESSA POSTAGEM ..É UMA FORMA DE ...AFIRMAR..MAIS O QUE MUITOS JÁ O ESTÃO FAZENDO ...ENTRANDO EM ESTADO QUÂNTICO...QUE CHAMAMOS AQUI DE ..ESTADO DO DESPERTAR QUÂNTICO, ESTADO DE COSMO - BIO - LÓGICA.





VISÃO COSMO - BIO-LÓGICA CIENTÍFICA E QUÂNTICA

O SUJEITO DA CONSCIÊNCIA E A NÃO-LOCALIDADE CRIATIVA
 (SELF CLÁSSICO – EGO PENSANTE)  X  (SELF QUÂNTICO – COSMO PENSADO)




O objeto comum aos modelos econométricos que venho sugerindo, é o estudo da “Função de Onda da Matéria”, como uma expressão matemática que estuda a amplitude das ondas de probabilidade quântica no entorno de mudanças fundamentais da nossa atual Consciência Econômico-Capitalista. Ainda que se discuta e se proponha indicadores para as questões relacionadas ao Produto Interno Bruto-PIB e ao Indicador da Felicidade Interna Bruta-FIB, é indiscutível a necessidade de adotarmos ações para com novos padrões conscientes de desenvolvimento socioeconômico. A Ciência da Consciência é a Ciência da Economia e isto é, o que se está propondo. Nada deste mundo é sólido. A areia, a rocha, a montanha e água distinguem-se umas das outras simplesmente pela diferença de intensidade do “cintilar de partículas” que decorre da vibração e da aparente construção sólida do mundo. Esta é a real substância da matéria. A “matéria”- tudo o que é visível no universo – é mente/consciência tornada visível pela vibração das “partículas”. Mudanças na ” vibração das partículas”e, portanto na “matéria”, acontecem como conseqüência das imagens/movimento poderosamente dirigidas, disciplinadas, focadas pela energia da mente/consciência.Os únicos limites impostos às leis da natureza são os limites da mente humana para o bem ou para o mal. A convicção do “Saber que Sabe” da Consciência é o que separa a terra inanimada e as rochas, de tudo o que vive e cresce sobre a face da Terra. Onde não existe “convicção da consciência” ou “conhecimento da identidade”, não há crescimento. A consciência dentro da terra e nas rochas permanece como “Consciência” em uma forma adormecida, ou seja, se você pudesse crer poderosamente, poderia fazer qualquer coisa que quisesse. As montanhas que se colocam em nossos caminhos e nos impedem de alcançar tudo o que desejamos, são formas que nós criamos para nós mesmos.
 Poderemos, contudo, sem a não-localidade, simular a consciência?
Amit Goswami, fala em consciência como nós, seres humanos, a experimentamos – uma consciência que ousa formar uma visão expressiva e evolutiva do mundo a fim de compreender seu lugar no universo.
Apesar de toda elucubração científica, a operacionalização do Modelo Capitalismo Natural e Capital Humano, onde se insere o Macrosistema das Relações Humanas na Economia e o Microsistema Capital Humano; a sua operacionalização utiliza-se tão somente de elementares conhecimentos de Teoria Econômica, Álgebra e Estatística, o que é mais difícil mesmo, é ter consciência dessa realidade do universo e do mundo em que vivemos.
Para Goswami, o cérebro mente é considerado como dois sistemas interatuantes: o clássico e o quântico. “O clássico é um computador que roda um programa que, para todos os fins práticos, seguem as leis deterministas da física clássica e, portanto, podem ser simulados em forma algorítmica. Já o sistema quântico roda programas que só em parte são algorítmicos. A função de onda evolui de acordo com as leis probabilísticas da nova física – esta parte é algorítmica contínua. Mas há também a descontinuidade do colapso da função de onda, que é fundamentalmente não-algorítmica. O sistema quântico é o único que exibe coerência quântica, uma correlação não-local entre seus componentes. Além disso, o sistema quântico é regenerativo (pode regenar) e, portanto, pode lidar com o novo, porque os objetos quânticos permanecem para sempre novos. O sistema clássico é necessário para formar memórias, para registrar eventos em que ocorrem colapsos e para criar senso de continuidade, como para os objetos macrocósmicos.
Biólogos argumentam freqüentemente de que a maior parte do cérebro constitui um aparelho de medição e, leva-nos a uma maneira nova e útil de pensar nele e em eventos conscientes, porque a mudança do estado do cérebro ocasionada por dano ou drogas muda os eventos conscientes. Mudar o aparelho de medição muda certamente o que pode ser medido, e por conseguinte muda o evento.
Quando a consciência não-local produz o colapso da função de onda do cérebro-mente, ela assim atua por opção e reconhecimento, não através de qualquer processo energético.
Em resumo, até aqui Amit Goswami propõe uma nova maneira de examinar o cérebro-mente como mecanismo de medição e sistema quântico. Esse sistema envolve a consciência, como provocadora do colapso da função de onda do sistema, explica relações de causa-efeito como resultado de livre escolha da consciência e sugere a criatividade como o novo início que todo o colapso é.
Os estados mentais experimentados surgem da interação entre os sistemas clássico e quântico do cérebro-mente. Mais importante ainda, é que a potência causal (“potentia”) do sistema quântico do cérebro-mente tem, origem na consciência não-local, que produz o colapso da função de onda da mente e que experiêncía o resultado de tal colapso. No idealismo – o sujeito – é não local e unitivo; só há um único sujeito de experiência. Objetos surgem, procedentes de um domínio de possibilidades transcendentes e descem para o domínio da manifestação, quando a consciência não-local, unitiva, produz o colapso de suas ondas, mas argumentamos também que o colapso tem que ocorrer na presença da percepção de um cérebro-mente, a fim de que a medição seja completada. Quando tentamos compreender a manifestação do cérebro-mente e da percepção, contudo, entramos em um círculo vicioso causal. A medição não se completa sem percepção, e não há percepção sem a finalização da medição.
Para compreender claramente o círculo vicioso causal e a maneira de remove-lo, podemos aplicar a teoria da medição quântica ao cérebro-mente. De acordo com von Neumann, o estado do sistema quântico passa, de duas maneiras separadas, por uma mudança. A primeira é uma mudança contínua. O estado espalha-se como uma onda, tornando-se uma superposição coerente de todos os estados potenciais permitidos pela situação. Cada estado potencial tem um certo peso estatístico, dado por sua probabilidade de amplitude de onda. Uma medição introduz uma segunda e descontínua mudança no estado. De repente, o estado de superposição, o estado multifacetado existente em potentia é reduzido a uma única faceta concretizada. Pense no espalhamento de um conjunto de possibilidades, e pense também no processo de medição, que manifesta apenas um dos estados do conjunto (de acordo com os graus de probabilidade) como um processo de seleção.
Numerosos físicos consideram esse processo como aleatório, como um ato de puro acaso. Foi essa opinião a origem do protesto de Einstein, de que Deus não joga dados com a natureza. Mas se Deus não joga dados, quem ou o que escolhe o resultado de uma medição quântica única? De acordo com a interpretação idealista, é a consciência que escolhe – mas uma consciência unitiva não-local. A intervenção da consciência não-local produz o colapso da nuvem de probabilidades de um sistema quântico. Há complementaridade aqui. No mundo manifesto, o processo de seleção implicado no colapso parece ser aleatório, enquanto que, no reino transcendente, ele é visto como uma escolha. Ou, como observou certa vez o antropólogo Gregory Bateson : “O oposto da escolha é a aleatoriedade
Antes do colapso, o estado de cérebro-mente existe como potencialidade das miríades de possíveis padrões, que Heisenberg denominou de tendências. O colapso concretiza uma dessas tendências, que leva a uma experiência consciente e com percepção ao ser completada a medição. E, o que se reveste de suma importância, o resultado da medição é um evento descontínuo no espaço-tempo.
De acordo com a interpretação idealista, a consciência escolhe o resultado do colapso em todo e qualquer sistema quântico. Essa escolha terá que incluir o sistema quântico, que postulamos, no cérebro-mente. Dessa maneira, não há como fugir à conseqüência de falar sobre um sistema clássico/quântico interativo do cérebro mente na linguagem da teoria da medição, como interpretada pelo idealismo monista : nossa consciência escolhe o resultado do colapso do estado quântico de nosso cérebro-mente. Uma vez que esse resultado é uma experiência consciente, escolhemos nossas experiências conscientes – embora permaneçamos inconscientes dos processos subjacentes. E é essa inconsciência que oposição leva à separatividade ilusória – à identidade com o “Eu” referencial do self (em “nós” da consciência unitiva). A separatividade ilusória ocorre em dois estágios, embora o mecanismo básico envolvido seja denominado hierarquia entrelaçada.
Para o matemático G. Spencer Brown, “não podemos escapar do fato de que o mundo que conhecemos é construído a fim de ver a si mesmo, mas, para que isso aconteça, evidentemente ele tem que se dividir pelo menos em um estado que vê e em pelo menos um outro estado em que é visto”. Os mecanismos dessa divisão sujeito-objeto são as ilusões estranhas da hierarquia entrelaçada e da identidade do self  (o sujeito da consciência) com o centro de nossas experiências passadas, que chamamos de ego. De que modo surge essa identidade do ego?
O cérebro-mente é um sistema dual – clássico e quântico – mecanismo de medição. Como tal, é único : é o local onde acontece a auto-referência de todo o universo. O universo é autoconsciente através de nós. Em nós, o universo divide-se em dois – em sujeito e objeto. Após observação feita pelo cérebro-mente, a consciência produz o colapso da função da onda quântica e põe fim à cadeia de von Neumann ( tartarugas de cima a baixo ). Eliminamos a cadeia ao reconhecer que a consciência produz o colapso da função de onda, quando atua auto-referencialmente (opção), e não dualisticamente.
De que maneira um sistema auto-referencial difere de uma simples combinação de objetos quânticos e mecanismos de medição? A resposta é de importância crucial.
O mecanismo de medição do cérebro, tal  como todos os demais do mesmo tipo, cria uma memória de cada colapso – isto é, todas as experiências que temos como reação a um dado estímulo. Além disso, contudo, se o mesmo ou um estímulo semelhante é reapresentado, o registro clássico do cérebro reproduz a velha memória. Esta reprodução primária, torna-se um estímulo secundário para o sistema quântico do cérebro, que responde em seguida. O sistema clássico do cérebro mede a nova resposta e assim continua. Essa interação repetida de medições ocasiona uma mudança fundamental no sistema quântico do cérebro-mente, e ele perde seu caráter regenerativo.
Toda reação previamente experimentada, aprendida, reforça a probabilidade de que volte a ocorrer a mesma resposta. A conseqüência é a seguinte : no caso de um estímulo novo, ainda não aprendido, o comportamento do sistema quântico cérebro-mente, é igual ao de qualquer outro sistema quântico. Ao ser aprendido um estímulo, contudo, aumenta a probabilidade de que, após a conclusão da medição, o estado quântico-mecânico do sistema dual, corresponda a um estado anterior da memória. Em outras palavras, o aprendizado (ou experiência anterior) predispõe o cérebro-mente. Com o aprendizado, as respostas condicionadas começam gradualmente a ganhar mais peso sobre as outras. Este é o processo de desenvolvimento do comportamento condicional, aprendido, da mente do indivíduo.
Uma vez aprendida uma tarefa, em todas as situações que a envolvam, estará presente em quase 100 % a probabilidade de que uma memória correspondente desencadeie uma resposta condicionada. Nesse limite, o comportamento do sistema dual quântico/mecanismo de medição torna-se virtualmente clássico. Aqui vemos o análogo cérebro-mente do princípio de correspondência de Bohr. No limite de uma nova experiência, a resposta do cérebro-mente é criativa. Com o aprendizado, a probabilidade de uma resposta condicionada é crescentemente aumentada, até – no limite de uma experiência infinitamente repetida – que a resposta seja totalmente condicionada, como postula o behaviorismo. Este fato é importante porque o condicionamento clássico, da maneira formulada pelo behaviorismo, é recuperado como um caso especial do quadro quântico mais geral.
Muito cedo no desenvolvimento físico do indivíduo, numerosos programas aprendidos se acumulam e dominam o comportamento do cérebro-mente – a despeito do fato de que respostas quânticas não condicionadas estão disponíveis para novas experiências criativas (especialmente como resposta a estímulos não aprendidos ainda). Mas, se a potência criativa do componente quântico deixa de ser usada, a hierarquia entrelaçada dos componentes interatuantes do cérebro-mente torna-se, na verdade, uma hierarquia simples de programas aprendidos, clássicos : os programas mentais reagem entre si em uma hierarquia bem definida. Nesse estágio, a incerteza criativa sobre “quem é que escolhe” em uma experiência consciente é eliminada; começamos a assumir um self ( ego ) separado, individual, que escolhe e que tem livre-arbítrio.
Para ampliar a explicação deste conceito, suponhamos que um estímulo aprendido chega ao cérebro-mente. Em resposta, o sistema quântico e seu mecanismo clássico de medição expandem-se como superposições coerentes, mas são fortemente ponderados em favor da resposta aprendida. As memórias do computador clássico respondem também com programas aprendidos, associados a um dado estímulo. Após o evento do colapso associado à experiência primária, ocorre uma série de processos de colapsos secundários. O sistema quântico desenvolve-se em estados relativamente inequívocos, em resposta aos programas clássicos, aprendidos, e cada um deles é amplificado e sofre colapso. Esta série de processos resulta em experiências secundárias, que apresentam um aspecto característico, tal como atividade motora habitual, pensamentos, e assim por diante. Os programas aprendidos, que contribuem para os eventos secundários, são ainda partes de uma hierarquia entrelaçada, uma vez que, seguindo-os, deparamos com um ronpimento em sua cadeia causal que corresponde ao papel do sistema quântico e a seu colapso, produzidos por consciência não-local. Essa descontinuidade, no entanto, é obscurecida e interpretada como um ato de livre-arbítrio de um (pseudo) self; e é acompanhado por uma (falsa) identificação do sujeito não-local com um self individual limitado, associado aos programas aprendidos. É a isso que cientistas chamam de ego. Evidentemente, o ego é nosso self clássico.
Para sermos exatos, nossa consciência é, em última análise, unitiva e se encontra no nível transcendente, que agora reconhecemos como o nível inviolado. Com início no espaço-tempo físico ( do ponto de vista dos programas clássicos de nosso cérebro-mente, contudo, tornamo-nos possuídos pela identidade individual : o ego. A partir de dentro, pouco podendo fazer para descobrir a natureza hierárquica entrelaçada de nosso sistema, alegamos possuir livre-arbítrio e com isso disfarçamos nossa assumida limitação. A limitação decorre do fato de aceitarmos o ponto de vista dos programas aprendidos, que atuam causalmente uns sobre os outros. Em nossa ignorância, identificamo-nos com uma versão limitada do sujeito cósmico e concluímos : eu sou este corpo-mente.
Como vivenciador real (a consciência não-local), eu opero a partir de fora do sistema – transcendendo meu cérebro-mente, localizado no espaço-tempo -, por trás do véu da hierarquia entrelaçada dos sistemas de meu cérebro-mente. Minha separatividade – meu ego – emerge apenas como instrumento aparente do livre-arbítrio desse “Eu” cósmico, obscurecendo a descontinuidade no espaço-tempo, representada pelo colapso do estado quântico cérebro-mente. A citação a seguir, de um poema de Wallace Stevens, é relevante para a questão de nossa separatividade:
Eles disseram: “Você tem um violão azul
E não tocam as coisas como elas são.
Ao que o homem respondeu: “As coisas conhecidas
São mudadas “no violão azul.”
As coisas como elas são (tal como a consciência cósmica pura e una) tornam-se manifestas como ego individualizado, separado, são mudadas pelo violão azul da hierarquia simples dos programas aprendidos do cérebro-mente individual.
O self separado e clássico (ego), contudo, é apenas uma identidade secundária para a consciência, porquanto a potência não-local (“potentia”), criativa, da consciência e a versatilidade da mente quântica jamais desaparecem por completo. Elas permanecem presentes na modalidade quântica primária do self.
A consciência divide-se em sujeito-objeto através de um colapso da função de onda quântica do cérebro-mente. O colapso é um evento de descontinuidade no espaço e no tempo, mas experimentamos assimetricamente a divisão sujeito-objeto na modalidade contínua, clássica, do ego.
Maya está agora explicada. O mundo imanente não é maya; nem mesmo o ego o é. A verdadeira maya é a separatividade. Sentirmo-nos e pensarmos que somos realmente separados do todo, eis a ilusão. Chegamos ao final do funcionalismo quântico – encontrar uma explicação do nosso self separado. Com seus programas aprendidos clássicos formando uma aparente hierarquia simples, a consciência adquire ego (a qualidade do eu-sou-isto) que é identificada com os programas aprendidos e as experiências individuais de um cérebro-mente particular. Esse self separado tem aspectos de um fenômeno emergente. Ele emerge da interação introspectiva de nossos programas aprendidos, que resultam de nossa experiência do mundo, mas há um senão. O self separado-clássico não tem livre-arbítrio, à parte do self quântico e, em última análise, o da consciência unitiva.
Enquanto que as teorias convencionais do cérebro-mente evitam o conceito de consciência, como sendo um embaraço, o funcionalismo quântico começa com ela. Ainda assim, recupera a descrição behaviorista das ações do cérebro-mente como caso limitador e concorda mesmo com os materialistas em que o livre-arbítrio do ego é um engodo. A nova teoria é muito mais versátil como ajuda para a compreensão do cérebro-mente, contudo, porque reconhece também a modalidade quântica do self.
Os psicólogos materialistas só acreditam no ego, se é que chegam a acreditar em alguma coisa. Muitos deles diriam que não há nenhum self quântico. Imaginemos, contudo, que houvesse uma poção capaz de produzir a amputação do self quântico. Como seria a vida? A parábola O Amor De uma Mulher que Acreditava na Mecânica Clássica, explora esta questão ( O Universo Autoconsciente de Amit Goswami à pág.233 ).
Em Capitalismo Natural e Capital Humano, pelo Macrosistema das Relações Humanas na Economia e pelo Microsistema Capital Humano, a Função de Onda (Ψ) é multifacetada em aspectos e associações econômicas, sociais, éticas e morais, medíveis pela observação do número de “complexions  de Boltzmann”  como decorrência das relações existentes na Matriz de Relações com o Padrão de Forma planejado para a evolução do Sistema de Produção, avaliando se estão congruentes ( ordem ) ou incongruentes ( desordem ) com a estrutura emergente. Na Superposição Coerente, não-local, reside a força potencial  da transformidade humana – “Potentia Transcendente” - uma dualidade de polarização  em um único estado, como por exemplo morto e vivo.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

olá amigos,
eu sou o responsável pelas postagens, pelo blog, pela idéia e por tudo que envolve essa dinamica usual e prática..da COSMO - BIO - LÓGICA ( não cosmobiologia).
sim ..eu,
 em momento de inspiração, senti através de minha percepçãp extra sensorial..uma canalização, o despertar, a revelação...e com isso purifiquei-me..e meus pensamentos se cristalizaram em iluminação...eu sou um ILUMINADO....tenho plena consciencia de tudo..e sei o que  esta a frente ..e atrás de minhas vidas e com isso...entrei em um estado quântico, de supra consciencia...visionário e empreendedor nos caminhos da auto-cosmo- bio- lógica de ser..uma filosofia de vida, adquirida e colocada a disposição de todos.

faz sentido sim..o que digo, pois a plenitude e exaltação de si próprio é um sintoma saudável..
todos temos esta oportunidade de ser plenos e exaltados a seres iluminados.
.mas a auto -estima do ser humano é SABOTADA constantemente...e com isso..deixa a desejar em muitos planos de vida a sua experiencia, de ser supremo e dono de suas razões e destino. acaba sendo banalizado por si mesmo..deprime-se, e fica a mercê dos rapineiros e embusteiros manipuladores de mentes...longe de mim citar quem são....mas de minha parte,..... podem ter certeza...estarei pronto e de portas abertas pra ajuda-los a encontrar uma saida em suas vidas....estilhaçadas, e devoradas..pelos sugadores de mentes...hackers..de voracidade descomunal....que sempre estão a espreita pra tirar-lhes o direito de opinião própria, tolhir, e punir...voces....
sistematizar a culpa, e embutir o sentimentalismo barato e dramático da condição humana  mundo afora.
institucionalizaram...esse drama humano em todos os sentidos e potencializaram a sua dor e tristeza de um vazio profundo e sem dimensões...

agora falarei como e o porque disso tudo.

o fator principal...é a ignorância ...social e o descontrole de suas funções como seres racionais, e sem objetivo real...na busca de sua auto-identificação...como seres de uma criação unica e dotados de elementos da natureza constituida.
a abrangência de tudo isso , é COSMO- BIO - LÓGICO...


Pense e logo existirá...esse foi uma refrão criado por DESCARTES, ou seja, COGITO ERGO SUN!!!

O PRÍNCIPIO DE TODA A MERDA INSTITUCIONAIZADA NA CIVILIZAÇÃO E COMUNIDADES SOCIAS..
A RIDICULARIZAÇÃO DOS DESTITUÍDOS..HOMO SAPINES.
ISSO É UM PROCESSO A '''MILI ANOS''' ..DE CAOS..ABSOLUTO...
SEM ORDEM CONSTITUÍDA...
OU SEJA ....
SOMENTE A ILUSÃO DE EXISTIR...DESSA TAL ORDEM.

ESTAMOS NUM PROFUNDO CAOS..E DESGOVERNADOS ...AO FIM DA NOSSA EXISTÊNCIA .
PELOS NOSSOS PRÓPRIOS ATOS ...DE CONSUMO E CAPITALISMO URBANO  SELVAGEM.

 PORTANTO SEM EUFEMISMO, NEM PROSELITISMO, MUITO MENOS APOLOGIA AO FIM DO MUNDO...E CATÁSTROFES INTER ESTELARES...ETC...ETAL.


A COSMO-BIO-LÓGICA LEVANTA A BANDEIRA DE

'''''NOVA ORDEM DO 3° MILÊNIOS JÁ!!!! ''''

OU SEJA...VAMOS NOS ORIENTAR NUMA SINTONIA UNICA E HARMONIOSA ...FORMATANDO UMA CULTURA DE PENSAMENTOS LIMPOS E DESLIGADOS DO SISTEMA OPRESSOR..DA ALUCINADA ...NOVA ORDEM MUNDIAL..E EXTREMISTA DE UM GRUPO DOMINANTE...COMO  ''AS 13 FAMILIAS", OS ILLUMINATTIS, E TUDO QUE SE COLOCA NESSA CONDIÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO..E PODER ABSOLUTO ..NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SUBLIMINAR..DE HIPNOSE SOCIAL CONSTITUÍDA. A FAMOSA REDE DE ALDEIA GLOBAL..
E VAMOS USAR  DESTES MECANISMOS PRA SE LIBERTAR....
DESLIGUE-SE COMO NO FILME '''MATRIX'''
E VA AO ENCONTRO DE SI MESMO....MEDITE FUNDO ..E SIGA A VOZ DE SEU CORAÇÃO SEM DEIXAR A LÓGICA RACIONALIZADA..ATUAR SOBRE TUAS REFLEXÕES....

COMECE POR AI...
QUESTIONE TUDO,
E VIVA INTESAMENTE..O ATO DO ÓCIO.
DE SER PLENO. E ATUANTE NA VIDA EM INTEGRAÇÃO COM A NATUREZA.
COMPARTILHE , UNA-SE E TENHA AMOR EM TUDO E POR TODOS.

ESSA É NOSSA MENSAGEM....''''NOSSA'''.... DE EU E VOCES...POIS EU ACREDITO NESSA REALIDADE, CONTO COM VOCES!!!
CASO CONTRÁRIO SEREI EU MAIS UM LOUCO..QUE SE DIZ SER UM PROFETA!!!

NA REAL...SEJA COMO FOR...EU ESTOU FELIZ....APRENDI QUE DEPENDO SOMENTE DE UMA COISA....
DA VIDA E DE  SER PLENO EM VIVER...SEM PASSADO E NEM FUTURO....

SOMENTE O AQUI E AGORA.....EM TOTAL RESSONÂNCIA COM O COSMOS,  A BIO VIDA...E MENTALMENTE ..LÓGICO NA MINHA RAZÃO!!!

SIM..EU SOU O QUE ACREDITA NISSO...EU ESCREVO E PRATICO ISSO.....
E VOCE???
QUE FARÁ?

ANTONIO MELOS











domingo, 5 de agosto de 2012




 DENTRO DO CONCEITO DA COSMO- BIO -LÓGICA, DIGO..QUE A INFORMAÇÃO E A FORMAÇÃO HERMÉTICA DAS ESCOLAS ANTIGAS DOS MISTÉRIOS SAGRADOS DO EGITO..E OUTRAS TANTAS E REMOTAS...ORIGENS....SE FAZ NECESSÁRIO ESTUDAR E CONHECER...
E OPORTUNAMENTE APLICÁ-LAS EM SUA VIDA..E EVOLUÇÃO PESSOAL....AQUI SEGUE..UM BÁSICO..TEXTO SOBRE HERMETISMO...MAS NÃO POR ISSO MENOS REVELADOR.  SEJAM VOCES LEIGOS...OU JA DESPERTOS NO CAMINHO HERMÉTICO.
LEIAM E REFLITAM.

http://www.expressaoweb.com.br/clientes/hermetismo/hermetismo.swf

sábado, 4 de agosto de 2012

 

ESTE VIDEO É MUITO  REVELADOR!!!
CONVIDO VC A FAZER ESTA VIAGEM...
.http://www.youtube.com/watch?v=UWS3bvfhlv4&feature=related
QUEM NÃO SABE ..INGLÊS, DEIXE NO MUDO..COLOQUE UMA MUSICA RELAXANTE...DE NO MÁXIMO UMA HORA DE SEQUÊNCIA...SENTE-
SE ...E FIQUE OLHANDO..APENAS....NA TELA...MAXIMA...EXPANDIDA DE SEU COMPUTADOR......E SINTA A VERDADE, FILTRE NA SUA REFLEXÃO E LÓGICA RACIOCINADA..E ABSORVA SUA PRÓPRIA VERDADE SOBRE ASSUNTO, E BOA VIAGEM!!


sexta-feira, 3 de agosto de 2012

UMA SAUDAÇÃO A TODOS  .......DE BOAS VIBRAÇÕES NOS PLANOS CRIADOS E PARALELOS, DIMENSÕES SUTIS E MATERIAIS!!!
UM VÍDEO ESCLARECEDOR E COM A CANALIZAÇÃO DE NOSSO PODER MAIOR....TRANSMITIDA E DECODIFICADA, POR AURMIHAKELUX!!!




quarta-feira, 1 de agosto de 2012

APRESENTAÇÃO DE UM NOVO HORIZONTE SOBRE O ANTIGO OLHAR DA ORDEM TEMPLO LUX.





Saudações, 
IRMÃOS NA LUX, DE CORRENTES VARIADAS, LINHAGENS E TODOS NA SENDA DA ILUMINAÇÃO PESSOAL.
VINDE AGORA, A SABER MAIS SOBRE O PRÍNCIPIO CULTURAL DA COSMO- BIO - LÓGICA, E DA ORGANIZAÇÃO CENTRO DA VIDA, DECODIFICADA E ATUALIZADA PELO PESQUISADOR, FILÓSOFO UNIVERSAL, ORIENTADOR:
ANTONIO MELOS.'.
(AUR MIKHAELUX)



"É DE ÉTICA MORAL LEMBRAR QUE TODOS OS ASSUNTOS AQUI POSTADOS SÃO DE CONHECIMENTO UNIVERSAL. RETIRADOS DE VÁRIAS FONTES .
SENDO QUE OS ORIGINAIS SERÃO ASSINADOS PELOS SEUS AUTORES"
É a voz do Ser Humano que vocês ouvem neste momento, não é? Também é a voz do Ser Humano para os leitores que estão lendo isto agora. pois estou num estado quântico; a energia dos leitores e dos ouvintes é a mesma. É um Ser Humano que finge ser especial? Perguntamos isto abertamente porque agora é a hora, Seres Humanos, de examinarmos a energia que está nesta sala, diante de vocês. Para aqueles que estão no tempo real, neste momento, há energia se derramando desta cadeira. Alguns de vocês vão senti-la em seus cabelos, porque estão num lugar de sabedoria, projetado com a intenção de que Deus estivesse presente aqui como um amigo, e que a verdade do Espírito emanasse da própria estrutura celular dos Seres Humanos que aqui estão. É isto que está acontecendo agora. Até a madeira aqui está consciente das epifanias da cura da humanidade. Elas aconteceram nas cadeiras em que vocês estão sentados, queridos, e tudo é conhecido por nós porque estamos sempre aqui também.Sabíamos quem sentaria nas cadeiras, e conhecíamos os potenciais de quem leria isto – tudo antes de acontecer. Isto não é adivinhação, tem a ver apenas com potenciais. Mais uma vez dizemos que todas as escrituras do planeta, os escritos mais profundos da História que carregam um atributo espiritual, foram escritas e faladas por Seres Humanos – todas elas. Deus não escreveu nenhuma delas. Foram Seres Humanos que as escreveram. Eles as escreveram com sua intenção, com suas próprias mãos, comunicando-se com amigos de várias cidades. Alguns deles estavam na cadeia, alguns em prisões, alguns estavam oprimidos por circunstâncias negativas. Cada um deles estava declarando a alegria em seu coração porque tinha descoberto algo especial. Estas são as escrituras da Terra; todas escritas por Seres Humanos. Agora, neste lugar, nós apresentamos mais sabedoria ainda e nos unimos ao nome do templo que ele criou O Templo da Sabedoria. Vim para a realidade e para a forma, canalizado pelo Ser Humano que agora está sentado nesta cadeira. Embora eu esteja aqui desde muito antes de a Terra ser a Terra, foi só no começo da mudança que me foi permitido começar o processo de comunicação que vocês têm comigo. Minha mensagem tem sido constante, contínua, nunca conflitante nem interruptiva. Ela se manteve coesa e nunca competiu consigo mesma. Desde o começo a mensagem é que esta é a era da mudança, e ela está diante de vocês, enquanto lêem estas palavras.
 


OS ANTIGOS SABIAM DE TUDO ISTO…
Deixem-me falar do espiritualismo em geral. Os antigos, através da sua intuição, carregavam os “Segredos do Espírito” que hoje vocês chamam de Nova Era. Não há nada de novo a respeito destes atributos, pois eles são tão velhos quanto a humanidade. Nas crenças dos antigos eles não eram segredos, em absoluto! Não precisavam ser. Nada realmente competia com eles e os antigos reconheciam abertamente que havia uma energia no planeta chamada Gaia, e que ela trabalhava intimamente com os Seres Humanos. Ela os alimentava; ela os vestia; ela lhes dava sabedoria. Os Seres Humanos comemoravam o aniversário de seus filhos junto à energia da Terra. Eles davam aos seus filhos os nomes dos seus ancestrais por várias razões, incluindo a crença em que seus filhos eram seus próprios ancestrais! A roda da vida chamada reencarnação era aceita como realidade, e isto era intuitivo para as sociedades de todo o planeta, que nunca tinham visto umas as outras, nem sabiam que as outras existiam. Entretanto, hoje vocês declaram que todas essas crenças antigas fazem parte da sua Nova Era.Através da História, os atributos dessas crenças foram amadurecendo, até que a energia do planeta tivesse se desenvolvido o suficiente para que os mestres pudessem começar a aparecer. Estes mestres vieram para mostrar à humanidade como usar esses atributos intuitivos e fazer uma diferença no planeta. Os mestres ensinavam a maestria, mas os Seres Humanos só queriam venerá-los. Um por um eles vieram à Terra, e um por um eles foram eliminados pelos Seres Humanos. Este martírio criou novos sistemas, pois então apareceram profetas para serem adorados, e os sistemas de crença do mundo começaram a mudar, enquanto o modo de ser dos antigos teve que ir para a clandestinidade. Então, o que falamos neste lugar de sabedoria não é realmente metafísica e não é Nova Era. É espiritualismo intuitivo básico. É aquilo que os antigos sabiam e transmitiam, mas que a partir de um certo momento teve que ser escondido e então se transformou em “segredos”.

OS SEGREDOS COMEÇARAM – A PRESERVAÇÃO DA VERDADE ANTIGA
Desejo levá-los metaforicamente comigo a um lugar. Este é um lugar real e um acontecimento real na História. Deixem-me levá-los a um lugar que não está tão distante do seu tempo, pois está a menos de 300 anos atrás. Levo-os para uma sala que está cheia de senhores idosos, todos graduados, todos profissionais. Alguns foram líderes do Governo e outros foram líderes das Leis. Há inclusive um líder da Igreja. Eles estavam se encontrando em segredo, sentados em círculo, numa reunião importante que não será identificada por um nome nem por um lugar nem cidade, mas que realmente aconteceu. A reunião era um acordo para manter os segredos de vários modos, usando as organizações sociais como fachada. Este era o tempo em que os pensamentos espirituais intuitivos estavam começando a ser vistos como maus, e se ensinava que a natureza Humana básica fazia parte das trevas, e os dons do Espírito eram vistos como trabalhos do diabo. Eles precisavam fazer alguma coisa para preservar as verdades simples de Deus que tinham estado com a humanidade por éons, mas que naquele momento estavam sendo ameaçadas. O nascimento da “religião moderna” estava se consolidando, e começando a ensinar que a humanidade havia nascido suja, incapacitada, e que os profetas mantinham a chave para tudo e, portanto, deviam ser seguidos e venerados, mesmo depois de mortos. A Espiritualidade estava sendo redefinida num pacote fragmentado e impessoal. Os homens estavam começando a escrever as regras da terceira dimensão, de “como seguir e adorar”, e retiravam o poder de tudo isso. A humanidade estava começando a escorregar para as trevas espirituais que seriam preenchidas com mitologia, sofrimento, morte, guerras e ódio, tudo em nome de Deus.A primeira coisa que esses anciões fizeram foi pegar o que eles sentiam que eram os “acessórios da energia” – os Cristais. Eles colocaram essas pedras (cristais) no círculo deles, formando um padrão muito interessante. Esse padrão é conhecido hoje como o tetraedro duplo, e era uma forma sagrada para eles. Os cristais ficaram nos chão, na frente deles, e então os homens começaram a cantar. Cantaram notas musicais sem letra, porque havia o reconhecimento de que a voz Humana cria uma energia de sacralidade. Deus era visto como estando “dentro delas” e então eles preencheram o recinto com tons musicais, para purificar o que eles estavam prestes a fazer. Acenderam muitas velas, não porque as velas criavam um clima mais sagrado, mas porque eles não tinham eletricidade. É estranho, porque vocês ainda carregam este atributo nos dias de hoje, como a semente de uma lembrança desse tempo em que a verdade tinha que ser escondida. As decisões que foram tomadas nessa sala tornaram-se as sementes das organizações secretas que floresceram e acabaram sendo mal compreendidas, e que outros mudaram e transformaram em outras organizações, quando os membros se tornaram gananciosos. Alguns queriam usar os segredos para o poder. Alguns chamavam a si mesmos de “Os Iluminados”. Mas não eram. E outros mantiveram os segredos para si próprios, falavam muito pouco, e conservaram a pureza do que lhes era dado.Uma dessas organizações ainda está na sua sociedade atual – a organização que vocês chamam de Maçonaria [Os Maçons]. Se eles pudessem lhes dar os segredos que eles guardam hoje, esses homens lhes diriam que a informação básica é que existe um profeta dentro de cada um, chamado Deus, e que a fonte de toda a sabedoria, cura e energia do planeta vem de dentro. Que conceito! É o que vocês estudam hoje e chamam de Nova Era. É o que se ensina neste mesmo edifício. Fechou o círculo, não é? 

A CIÊNCIA ESTÁ MUDANDO – A LÓGICA O EXIGE.
Deixem-me falar sobre a linhagem do Espiritualismo, porque a mudança que vocês estão vivenciando está começando a revelar as antigas verdades. Como prova disto, o bastão do pensamento lógico está começando a se quebrar, pois a própria ciência empírica está começando a questionar a existência de uma “energia inteligente” como um pilar de possível criação e evolução.Durante todo o seu “tempo moderno”, Deus não teve nenhum lugar na ciência. Mas de repente, na última geração, aqueles que estudam os números, as probabilidades e os paradigmas da criação estão enxergando uma lógica que vai “contra todas as possibilidades”. Completamente fora da possibilidade do acaso, o Universo parece ter se desenvolvido de uma forma que só um projetista inteligente poderia ter criado. Este conceito de “projeto inteligente” é controverso, pois afirma que existe algum tipo de consciência superior de criação. Embora possam argumentar, a ciência não pode negar que as probabilidades existem e que os fatos estão diante deles. O Universo simplesmente não poderia ter acontecido acidentalmente.Gaia está começando a ter má fama! Ela está começando a se tornar extremamente controversa, pois a própria idéia de que a Terra poderia ter uma “consciência da vida”, em sua evolução, agora está diante da comunidade científica. Por quê? Porque conforme a História da Terra está sendo revelada, os fatos gritam que existe um “plano” de vida, um sistema não casual de eventos, uma inteligência que favorece a vida e continua refinando-a.Os cientistas estão se alinhando, quando ouvimos as opiniões das duas áreas. Existe realmente uma energia auto-sustentadora da evolução da vida, chamada Gaia, que protege e equilibra a vida na Terra? Ou a forma em que a Terra se desenvolveu foi completa e totalmente ao acaso, como é evidenciado pelo fato da vida ter se autodestruído sete vezes nos milênios anteriores ao nosso? Foi realmente assim! Entretanto, existem alguns que dizem que a “vida é autodestrutiva” e cada vez que ela aparece no planeta, acaba se destruindo. Outros dizem o oposto, que os começos e finais dos ciclos de vida são simplesmente Gaia decidindo como criá-la cada vez melhor.Existe um atributo que é “contra todas as possibilidades” e especialmente notável – é aquele que os cientistas estão vendo e que mostra que a presença de Gaia está muito além do acaso. Se dermos uma olhada no resumo do que aconteceu lentamente, é óbvio que a energia do planeta, que é chamada de Gaia, aprendeu com os começos e finais de cada ciclo de vida. Uma importante eliminação da força vital no planeta ocorreu quando uma quantidade grande demais de vida baseada no oxigênio floresceu de uma só vez e roubou o oxigênio da atmosfera. É claro que isto matou a vida, porque ela não tinha mais oxigênio para existir. O que aconteceu em seguida é que interessa.A evolução seguinte da expansão de vida incluiu um processo inteiramente novo chamado fotossíntese. Gaia criou um sistema em que as plantas do planeta produziriam o próprio oxigênio que a vida necessitaria. E o “alimento” que as plantas do planeta necessitariam seria o que a vida descartaria como dejeto. Assim, surgiu um dos primeiros relacionamentos naturais simbióticos, completamente fora das estatísticas das possibilidades. Durante um longo tempo ficou claro que a vida não se autodestruía aleatoriamente. Ao contrário, ela aprendia através dos erros anteriores e desenvolvia as correções necessárias para a sua sobrevivência. Gaia estava viva e bem, e lentamente refinava o palco para a humanidade.
 


O PRÓXIMO ESTÁGIO – A CONSCIÊNCIA HUMANA

 Por que falo disto como uma linhagem espiritual? Porque aqui estão vocês, Seres Humanos. Vocês são o produto de tudo isto, e Gaia continua provendo-os com as mudanças das quais precisam. O que está acontecendo neste momento no planeta é uma mudança de consciência, assim como é o próximo passo no cenário evolucionário da força de vida. A vida não vai se destruir porque está destinada a fazer isso. Em vez disso, podemos ver a essência de Gaia em ação. Portanto, vocês poderiam dizer que a consciência Humana e a Terra são aliadas. E estariam certos. Pela primeira vez na História da humanidade, a aliança é tão forte que tolda a imagem de onde uma começa e a outra termina. Isso confirma as observações vibracionais dos Maias em seus estudos e calendário espiritual. Vocês estão associados à Terra, e a consciência que vocês têm fala com a estrutura cristalina [a memória do Registro Akáshico] e ela vibra com os seus pensamentos. Mais do que apenas dentro da Cova da Criação.....seus pensamentos são levados diretamente para a Grade Cristalina do planeta. Os Maias falaram sobre este momento do Alinhamento Galáctico [a energia de 2012] como o Ciclo do Sol Amarelo. Eles previram este ciclo de Gaia e lhes contaram, através de seus escritos e hieróglifos, que neste momento da História o planeta estaria numa das vibrações mais elevadas disponíveis à consciência Humana. Esta informação ainda não é ensinada nos próprios lugares onde ela foi escrita em pedra [México], pois os padrões antigos continuam suprimindo-a! Mas ela está lá, para que todos a leiam, e não é informação de destruição e desalento!



DEUS MUDOU? O sistema espiritual básico mudou e há muitos que disseram que não queriam essa mudança. Então vou falar rapidamente sobre isso. Carma é o antigo sistema de vida e morte, nascimento e prolongamento da vida, que causava a criação de energias e sincronicidades que possibilitassem a solução de um quebra-cabeça. Uma pessoa vivia uma vida, depois voltava trazendo no seu DNA a energia daquilo que ela não tinha cumprido… e fazia todo o possivel para reverter isso. O carma era a força condutora por trás daquilo que a personalidade de um Ser Humano se tornava – o que ele queria, seus medos, suas esperanças e suas paixões. O carma dirigia tudo isso.Nos últimos 20 anos, tudo isso mudou. Existem algumas pessoas que estão nesta metafísica há muito tempo e que negam que haja qualquer mudança. Elas lhes diriam: “Deus é o mesmo ontem, hoje e para sempre.” Elas estariam certas! Pois o amor de Deus não muda, e a essência da “personalidade de Deus” é eterna. Então, este é o argumento delas – dizer que não pode haver mudança quando se trata de Deus. Não existe nenhum argumento em relação a este fato. O argumento é o seguinte: existe uma mudança no relacionamento do Ser Humano com Deus, com Gaia, com o Registro Akáshico e com tudo o que representa o sistema. É aí que as mudanças estão ocorrendo, e no relacionamento com Deus e Gaia, a consciência está começando a mudar a tal ponto que agora os Seres Humanos poderão chegar no planeta e dizer: “O carma é uma coisa que eu terminei – vá embora!” Então qualquer Ser Humano com esta epifania pode sair do velho caminho Akáshico dessas coisas que ele veio para consertar, que eram tão fortes para ele, coisas que seus pais queriam e que ele pensava que queria também, até perceber que elas eram energias inapropriadas que ele carregava consigo apenas por razões cármicas. O Ser Humano pode limpar completamente qualquer energia cármica e se mudar para um lugar onde ele reivindique sua maestria para criar sua própria realidade, sem ser levado e empurrado por algo antigo dentro dele, que é tão velho que ele nem sequer reconhece. Vocês se moveram para além da energia com que vieram e nesse processo houve aprendizado, nesse processo houve lágrimas, nesse processo houve uma parte desconfortável de vocês que teve que sair da sua própria pele e entrar naquela que vocês sabiam que era apropriada e podiam controlar. Este é o começo das energias Humanas co-criativas, que agora celebramos neste local. Este é o Templo da Sabedoria, e assim se formou, tão remoto quanto..a criação dos seres vivos e humanos a visão :           COSMO- BIO -LÓGICA. 

O QUE OS FUTURISTAS IRÃO LHES DIZER .
Qual é a coisa mais sábia que se poderia dizer neste momento? Eu lhes direi o que é:
os Seres Humanos estão no controle deste planeta!
Em suas consciências, eles controlam o pó da Terra e os céus acima.
Em suas consciências, eles controlam o nível vibratório do que vai acontecer em seguida.
Em suas consciências, eles controlam os fractais do tempo que, no passado, se depositariam no solo e supririam a energia do que aconteceria em seguida [um ciclo repetitivo de autodestruição]. Vocês vão ouvir daqueles que são “especialistas” que os próximos dois anos serão cheios de horror. Vão ouvir que a sua economia vai continuar falhando e vai despencar completamente. Vão ouvir que Gaia, a Terra, vai explodir e surgir dos oceanos expelindo gás [metano] que cobrirá todo o planeta e sufocará a humanidade. É lógico que vão ouvir também que novas doenças são sempre uma conspiração da turma das trevas para encher o planeta com pragas. Vocês vão ouvir tudo isto, e vão ouvi-lo porque todas estas coisas fazem parte dos potenciais desta sua encarnação. Em outras palavras, estas coisas realmente estão nos potenciais da sua realidade.Agora, Seres Humanos, sejamos claros , estes itens de destruição não precisam acontecer. Previsões de medo, conspiração e destruição existem porque a energia do ciclo antigo está se esforçando para se manifestar.
Existe um número suficiente de pessoas para fazer a diferença e dirigir as energias da sua consciência para uma Terra que começa a mudar do jeito que vocês desejam, em vez de seguir o tempo fractal.
Vocês vão movê-las do jeito que desejam, e não do jeito daqueles que prevêem a destruição. Nós lhes dizemos isto porque estes são os potenciais que sempre existiram.
Eles são os mais fortes e continuam sendo. Vocês não precisam se esforçar demais para fazer isso; tudo o que precisam é manter a luz que possuem. Tudo o que precisam fazer é manter a luz que já está aí, e vocês conseguirão.
Na verdade, vocês iniciarão um fractal de tempo inteiramente novo, um fractal de tempo com a sua nova energia.

A ORGANIZAÇÃO CENTRO DA VIDA---COSMO- BIO-LÓGICA---SE ESTABELECE E FORMA-SE O CICLO DA LUX:. E DA ACEITAÇÃO QUE SOMOS FRUTOS DA CRIAÇÃO SUPREMA E DIVINA DA LUX:. CRIADORA DOS SERES VIVOS EM TODOS OS NIVEIS E LUGARES DO UNIVERSO.
E QUE A FORÇA QUE NOS UNE É O AMOR UNIVERSAL, ONDE TODOS SOMOS IGUAIS E UNICOS PERANTE ADONAI:.
ASSIM SENDO O LUGAR DE NOSSO TEMPLO:: É E SEMPRE SERÁ O NOSSO INTERIOR DENTRO DE NOSSO ANAHÁTA CHACRA, O CORAÇÃO CÓSMICO.
VISLUMBRANDO E CONTEMPLANDO NOSSA CENTELHA DIVINA E ILUMINA ETERNAMENTE.

SPES MEA IN DEO EST
SAUDAÇÕES:.
OM SHANTI:.
AUR M:.